Sindicato dos Docentes tem novo presidente

A diretoria da Sesduem - Seção Sindical dos Docentes da Universidade Estadual de Maringá tomou posse esta semana.

O mandato é para o período 2016 a 2018. O presidente é o professor Edmilson Aparecido da Silva e, a vice-presidente, a professora Luzia Marta Belini

 

O presidente falou a Elias Gomes de Paula sobre a nova gestão do Sindicato.

Confira a entrevista:

ONG promove debate sobre "Mulher e Eleições 2016”

A ONG Maria do Ingá promoverá, nesta quinta-feira (14), o evento "Mulher e Eleições 2016", que vai debater a questão da ausência das mulheres na política, tendo como objetivo de incentivar e fortalecer as candidaturas das mulheres.

Gratuito e aberto ao público em geral, o debate terá início às 19 horas, no Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino de Maringá (Sinteemar), localizado a rua Professor Itamar Orlando Soares, ao lado do câmpus da Universidade Estadual de Maringá (UEM). Consulte o evento no Facebook pelo link https://www.facebook.com/events/142084962882087/.

 

Maria Madalena Dias, professora aqui na UEM e integrante da ONG Maria do Ingá, falou a Paulino Junior sobre a importância do evento.

Confira a entrevista:

Evento debate empoderamento da mulher negra e homenageia Elza Soares

O Neiab - Núcleo de Estudos Interdisciplinares Afro-brasileiros da Universidade Estadual de Maringá organiza o Terceiro Colóquio Feminismo Negro: diálogos sobre o empoderamento da mulher.

 

A coordenadora do Neiab, professora Marivânia Conceição, falou a Marcelo Henrique, sobre o evento.

Confira a entrevista:

 

Renda familiar será critério para desempate no Vestibular

A Comissão Central do Vestibular Unificado (CVU), da Universidade Estadual de Maringá (UEM), adotou novos procedimentos  para o Vestibular de Inverno 2016 que terá início no próximo domingo (17) e prosseguirá até terça-feira (19). 

O primeiro procedimento  é que, para efeito de desempate entre dois ou mais postulantes a um mesmo curso, turno e câmpus, a vaga será destinada ao  candidato que tiver comprovado renda familiar inferior a 10 salários mínimos ou o de menor renda quando mais de um concorrente preencher o critério inicial.
Vale lembrar que, na inscrição para o Vestibular, o candidato deve declarar a renda familiar, em salários mínimos. Os documentos comprovando o rendimento serão apresentados no ato da matrícula, caso haja empate. Em caso de informação falsa, o candidato está sujeito à perda da vaga
.

presidente da CVU, Maria Raquel Marçal Natali falou sobre o assunto:

Confira a entrevista: